Criação de site Campinas
snapchat veja se sua empresa pode ganhar clientes na onda desta nova fedre

Há ainda quem não saiba o que é ou quem não entenda a dinâmica desta rede social. Mas é bastante simples: é como um Instagram – por lá também é possível compartilhar fotos, mas com a vantagem de elas não ficarem armazenadas – e há a funcionalidade de um chat rápido, que também se autodestrói. Ou seja, o Snapchat captou com excelência a essência da vida do público moderno – especialmente os adolescentes e jovens: com uma rotina atribulada, dividida entre escola, família, amigos, curso de inglês, atividades físicas e uma vida social agitada tudo que eles querem e precisam é agilidade. E da forma como eles mais gostam: de um modo irreverente, dinâmico e divertido.

Prova disso são os números mais recentes da rede social: são cerca de 200 milhões de usuários ativos, que segundo o site PhotoWorld, compartilham aproximadamente 8.796 imagens por segundo. Então, se sua loja virtual é direcionada para consumidores da geração Z (nascidos a partir de 1990), o Snapchat pode ser uma ferramenta de conexão e relacionamento muito rica.

Um dos fatores que justifica entender melhor como a geração Z se comporta e inserir-se em seus canais de relacionamento preferidos, especialmente para os lojistas que trabalham com esse público, é sua alta representatividade. De acordo com uma pesquisa desenvolvida pela Sonar (unidade de pesquisa da J. Walter Thompson) no Brasil, EUA e Reino Unido, apesar de ainda não estarem todos nos postos de trabalho, os jovens da geração Z anotam US$ 35 bilhões em poder de compra anual.

Para o lojista o que isso significa? Oportunidade! E para aproveitá-la da melhor forma é preciso compreender esse público, falar a mesma língua e estar na mesma plataforma que eles (nesse caso, o Snapchat), coisa que as lojas mais antenadas e arrojadas já vêm fazendo.

O aplicativo, assim como qualquer outra ferramenta, deve gerar desejo de compra em seu público e para isso é preciso posicionar-se de determinadas formas: estabelecer uma linguagem adequada, que seja moderna, divertida, mas simples e objetiva; é preciso estar ligado no que acontece no universo do público jovem: quais os assuntos mais comentados? Do que eles estão falando? Qual a piada ou o meme da vez? Todas essas estratégias tendem a criar uma identidade para a marca/loja e aproximá-la do consumidor. Com isso, o público se identifica e prontifica-se a criar um diálogo, a consumir aquilo que a empresa tem a dizer.

Mas o que compartilhar no Snapchat? Bom, existe um universo de possibilidades: a loja pode divulgar novidades exclusivas no app – novas peças e produtos -, dar descontos exclusivos para os seguidores por meio de códigos de descontos, por exemplo: “Sale exclusiva de camisetas – digite o código SNAPSALE na hora de finalizar sua compra e ganhe 10% OFF *válido apenas para camisetas inclusas na promoção”; a loja pode mostrar um pouco de sua rotina e dia a dia internos – aniversários de colaboradores, datas comemorativas relativas ao segmento de trabalho, etc.

As possibilidades são imensas e o custo é zero, já que o aplicativo é gratuito tanto para iOS quanto para Android. O que o empreendedor vai precisar mesmo é de criatividade e paciência, afinal no Snapchat, assim como em qualquer outra ação online, os resultados não surgem da noite para o dia. É preciso trabalhar constantemente, com uma linguagem adequada, com uma divulgação bacana, por meio das demais redes sociais da loja, e-mail marketing, etc e com tempo!

Gostou da ideia, empreendedor? Reflita. Quem sabe o Snap não é aquele “quê” que estava faltando no seu negócio…

Fonte: www.ecommercebrasil.com.br

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. O campo website é opcional